segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Série, História: O casamento de padres sempre foi proibido. FALSO!

compartilhar

Seguindo o exemplo de Jesus Cristo e de seus discípulos, os primeiros cristãos permaneceram celibatários. A Igreja impôs a regra a seus sacerdotes desde o princípio, certo? Errado!
por Olivier Tosseri

Museu do Convento de Santa Catarina, Utrecht
Até o século X, nada impedia os padres de ter relações amorosas
Jesus Cristo jamais proferiu algo contrário ao casamento de religiosos, e alguns de seus apóstolos tiveram esposas e filhos. O judaísmo, crença da qual se originou o cristianismo, não impunha o celibato aos rabinos. Logo, a Igreja Católica também passou um longo tempo considerando aceitável a ordenação de homens casados.

Uma das primeiras tentativas de imposição do celibato aos padres fracassou no Concílio de Niceia, no ano 325. A reunião só conseguiu proibir o casamento depois da ordenação. Ao que tudo indica, porém, nem mesmo essa cláusula foi respeitada rigorosamente, já que vários clérigos do período viviam com suas companheiras e resistiram à nova regra. No século IV, por exemplo, bispos como Gregório de Nazianzo e Gregório de Nissa eram casados, e 39 dos papas tiveram esposas e filhos, que chegaram, em alguns casos, a suceder os pais.

Essa situação começou a mudar com a ascensão de vários monges a cargos de importância na hierarquia eclesiástica. A multiplicação das decisões papais, concílios e sínodos de bispos em defesa da obrigatoriedade do celibato mostra que a força política desse grupo, praticante da renúncia aos prazeres mundanos, alterou bastante a estrutura de poder da Igreja.

Fonte: RevistaHistoria Viva

Lula e o cancêr

compartilhar

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva suspendeu sua agenda de compromissos pelos próximos três meses por conta do câncer que ataca sua laringe.
A expectativa é que a cura da doença ocorra após um tratamento com duração de quatro meses, segundo Luiz Paulo Kowalski, um dos médicos da equipe do hospital Sírio-Libanês que cuida do ex-presidente.
Por conta dos efeitos colaterais do tratamento, Lula perderá o cabelo e também sua característica barba, que cultiva desde jovem.O médico disse à Folha que o câncer do ex-presidente tem como causas o tabagismo (ele só parou de consumir cigarros há dois anos) e a herança genética. A doença levou à morte dois de seus irmãos.


ABALO
Kowalski, especialista em cirurgia de cabeça e pescoço e professor da USP, examinou Lula na sexta-feira e no sábado. Segundo o médico, o ex-presidente sofreu um abalo ao receber o diagnóstico, mas depois mostrou “coragem”.
“Foi o cigarro, não foi doutor?”, indagou Lula, de acordo com o médico.Ante a resposta positiva, o ex-presidente disse: “Então vamos fazer o que tem que ser feito”, contou Kowalski.
No momento de deixar o hospital, no sábado, Lula chegou a brincar: “Posso comer uma picanha amanhã?”.Segundo o médico, o ex-presidente contou que na semana passada havia dito à presidente Dilma, em tom de gozação, que estava rouco e que tinha um câncer.
“O Lula acertou o diagnóstico. Merece um CRM [registro para atuar na área médica]“, afirmou Kowalski.Hoje cedo Lula inicia o tratamento de quimioterapia no hospital. Também sai hoje o resultado da biópsia a que ele foi submetido. As sessões de radioterapia começarão em dois meses e devem durar sete semanas.
Segundo Kowalski, o tratamento deverá levar à melhora gradativa da voz de Lula e a doença não deverá deixar sequelas nas cordas vocais.Outro médico da equipe, o cardiologista Roberto Kalil Filho, visitou Lula ontem em São Bernardo do Campo.
Kalil Filho afirmou que o ex-presidente está tranquilo. “Ele está extremamente bem humorado e confiante e isso é fundamental para o sucesso de qualquer tratamento”.Apesar da recomendação para descansar, a equipe médica avalia que ele retomará suas articulações políticas assim que se sentir melhor. O pior dia costuma ser o segundo, depois das aplicações.
Ontem, Lula passou o dia em casa, acompanhado de seus filhos e netos.

Fonte:  Folha.com

Mundo chega a 7 bilhões. "Superpopulação"?

compartilhar
DADOS INDICAM QUE POPULAÇÃO MUNDIAL CHEGA A 7 BILHÕES AMANHÃ. MAS A QUESTÃO É: HÁ REALMENTE UMA "SUPERPOPULAÇÃO" NO PLANETA?


Trem de passageiros, na Índia: os grandes centros urbanos estão, realmente, superlotados; contudo, muitas áreas, localizadas até próximo destes mesmos centros, permanecem vazias. Há realmente tanta gente assim no mundo?
Sabe, prezado internauta, apesar das vociferações constantes dos grupos pró-despopulação mundial, penso que esta é uma das maiores farsas jamais contadas. Não precisamos, de fato, de uma fórmula de algum economista vencedor do Nobel, intricada e incognoscível pela maioria da população, para sabermos que há alguma coisa errada na tese da "superpopulação": andando no entorno dos grandes centros urbanos, vemos muita, muita área desabitada. Se você estiver pensando que isto é fenômeno no Brasil, bem, não é! Estima-se que, se colocásse-mos os seres humanos em áreas habitáveis do planeta, um ao lado do outro, teríamos um espaço de aproximadamente 1 Km quadrado para CADA ser humano!

Mas, não pense que sou um descrente total da "superpopulação". Creio que devemos contextualizar esta palavra. Se você me perguntar se creio em uma superpopulação na cidade do México, por exemplo, ou em São Paulo ou em Mumbai (Índia), então acredito sim! Mas, no planeta? De forma alguma!! Creio que a contingência populacional mundial está se tornando insustentável.... para se governar! O governo global de 7 bilhões de pessoas é, certamente, "insustentável", nas mentes dos globalistas. Como sua meta incondicional é a criação de uma Nova Ordem Mundial, com supressão da liberdades individuais - algo que, aliás, venho falando há tempos neste blog, com inúmeros exemplos factuais - então, para atingí-la, creio que farão o que "for necessário". Inclusive, eliminando a própria população para "o equilíbrio do planeta".

Lula inicia tratamento contra câncer na laringe com sessão quimioterápica

compartilhar

O caso não é cirurgico e o tumor tem agressividade média. Lula vai para casa com uma bolsa de infusão, presa na cintura, que vai continuar injetando a medicação por cinco dias.

O ex-presidente Lula saiu de casa, em São Bernardo do Campo, às 8h39 da manhã. Enfrentou uma manhã de segunda feira chuvosa, com muito trânsito e quase uma hora e meia depois, às 9h57 da manhã chegou ao Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. O Instituto Lula divulgou em sua página na internet fotos do ex-presidente feitas nesta manhã.


O tratamento começou às 10h30 da manhã. Os médicos instalaram do lado direito do peito de Lula um cateter, chamado de Portocath. É um caninho de 10 centímetros de comprimento que é ligado diretamente na veia subclávia e entra na corrente sanguínea. Como o tratamento vai ser intensivo, Lula vai para casa com uma bolsa de infusão, presa na cintura, que vai continuar injetando o quimioterápico por cinco dias


sábado, 29 de outubro de 2011

Comunista Doidão

compartilhar
Recebemos um comentário sobre uma postagem, por sinal nada educado, veja trecho: ( Fascistas, E....., defendem a mercantilização da religião e a direita política, ...)

Origem: intitulam-se PCB de Guarulhos.

Motivo:  publicação de charge com o ex-ditador libio, (abaixo)
 
Não entendo em que ofendemos o PCB de Guarulhos ou qualquer outro comunista.

Mas o que mais nos deixa preocupado é a intolerância dos erquerdistas radicais que não aceitam qualquer critica às suas convicções ultrapassadas e vencidas.

Muitos destes ainda têm o Utópico sonho de instalar uma Ditadura de Esquerda no país como era o sonho nas decádas de 60 e 70, para fazerem o que tipo que coisa que vemos no Ministério do Esportes (pasta comunista).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...