História da cidade

compartilhar

História


Em uma Região inóspita e ressequida por longos períodos de estiagem, com flora e fauna características do bioma da caatinga, onde outrora foi dominada por povos indígenas, notadamente tapuias (evidências comprovam isto). Surgiu o hoje município de Caiçara do Rio do Vento. 

A ocupação propriamente dita teve seu início no inicio do século XVIII, por volta de 1710, quando os irmãos Manoel e Francisco Rodrigues Coelho pediram terras na testada da Boágua, que corria até a Serra da Gameleira. Em 02 de agosto de 1749, Manoel Pinheiro Teixeira requereu parte da data do Rio do Vento que pertencia a seu avo Manoel Rodrigues Coelho, as terras desciam pelo Riacho do Sapo, confinando com as do seu tio Jose Pinheiro Teixeira que as tinha desde 1734 no Rio do Vento, e com as do seu irmão Bernardo Pinheiro Teixeira. 
 O Sitio Caiçara do Rio do Vento pertencia em 1850 a Manoel Ferreira Pires, do qual, os remanescentes ainda hoje habitam em Caiçara do Rio do Vento. 

Caiçara do Rio do Vento comemora seu aniversário em 19 de janeiro data que corresponde à da emancipação política que ocorreu no ano de 1963, quando Caiçara do Rio do Vento, um até então arruado de poucas casas e alguns estabelecimentos comerciais as margens do rio que dá origem ao seu nome, se desmembrou politicamente do município de Lages. Após sua emancipação política a cidade foi administrada pelos prefeitos: Severino Lourenço, Lourenço de Carvalho, Manoel Sinfronio Bezerra, Julio Vitorino de Andrade, Emanoel Gelson de Andrade (três mandatos), Etevaldo Câmara Lisboa (três mandatos) e Felipe Eloi Muller (dois mandatos). Atualmente (2010) o Município é administrado pelo Prefeito Francisco Edson Barbosa, que assumiu o cargo (Setembro/2009) após a renúncia do titular, Felipe Eloi Muller.



Principais Atividades Econômicas

Agricultura de subsistência (feijão e milho), atividades familiares de fruticultura em pequena escala (pinha, caju), horticultura (projeto de horta comunitária); pesquisa e lavra de esmeraldas e outros minérios de menor importância; mas a principal atividade econômica do município corresponde ao comércio varejista.



Pontos Turisticos

O principal potencial turistico do municipio é a Serra da Gameleira com seu clima serrano propício para quem gosta de curtir um clima mais frio, lá podemos encontrar indícios do povoamento pré-colombiano em artes rupestres na gruta conhecida como "Pedra do Letreiro". Também na comunidade rural do Rio Novo, encontramos mais inscrições pré-colombianas incrustadas em lajedos "Boqueirão" as quais carecem ser catalogadas pelos órgãos competentes para evitar sua depredação.
fonte: Wikipedia/Jeromão




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...