quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

RN pode registrar maior queda na produção de castanha nos últimos 20 anos

compartilhar
A seca que atingiu o Nordeste foi devastadora para a produção de castanha de caju. Em anos de pluviometria normal, esta mesma região, responde por mais de 90% da produção brasileira.

Mas, segundo o último Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Brasileira (LSPA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em 2012 o Brasil irá produzir 87,7 mil toneladas de castanha, uma queda de 62% frente à produção de 230,8 mil toneladas em 2011.

Proporcionalmente será a maior queda na safra brasileira de castanha. Outras grandes quebras na produção ocorreram nos anos de 1998 (-56,84%) e 2010 (-52,68%). Este ano, no estado do Piauí a queda já chega a 80,5% da produção. No Rio Grande do Norte o IBGE aponta para uma retração de 66,4% e no Ceará a queda será de 60,66%.
Como o LSPA é um levantamento preliminar, sendo que os números finais só são fechados no início de 2013 quando o IBGE volta a campo para fazer o levantamento da Produção Agrícola Municipal, é provável que essa queda seja ainda maior, sobretudo no Rio Grande do Norte.
Porém, a região leste do estado ainda não está com a safra encerrada e os números finais podem sofrer alterações. Todavia, sabe-se que no RN o município mais atingido foi Serra do Mel, que detém a maior área cultivada de castanha do estado e a terceira maior do Brasil.


Fonte: Olho D'água em Dia/Serrinha de Fato/Cidade News Itaú/taboleiro grande

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...