segunda-feira, 23 de maio de 2011

OAB diz que dinheiro para empresa de Palocci no fim do ano é muita ‘coincidência’

compartilhar

Ophir Cavalcanti, presidente nacional da OAB






O presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcanti, disse que pode se deduzir que os mais de R$ 10 milhões recebidos pela empresa do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, são uma compensação pela campanha vitoriosa de Dilma Rousseff, já que ele atuou na coordenação. Para ele, que se diz indignado com o caso, as datas são “muito coincidentes”.
Em 2010, a empresa do atual ministro, até então deputado, faturou R$ 20 milhões. Nos dois últimos meses do ano a empresa conseguiu faturar mais da metade desse valor. Para Cavalcanti, o dinheiro é uma compensação que deveria ser pago antes de Palocci se tornar ministro.
“O que mais me assusta é o fato de [a Procuradoria Geral da República] não querer nem investigar. Há uma denúncia que foi formulada, e tem que ser investigada”, disse o presidente da OAB. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, já afirmou não ver, até o momento, “elementos suficientes” para a abertura de um inquérito. Ele pediu informações a Palocci e deu prazo de 15 dias para o ministro responder.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...