sábado, 20 de novembro de 2010

Henrique Alves desorientou o PT

compartilhar
Esse papo de petista de que o PMDB não poderia montar um bloco partidário sem comunicar ao PT, é conversa para boi dormir, ou, no mínimo, história da carochinha. Ora, se o PMDB, leia-se o deputado Henrique Eduardo Alves, não se mexesse, teria sido engolido pelo PT, partido, que na teroria, é o seu principal aliado. Só não teoria, porque na prática o PT quer abocanhar importantes espaços, inclusive, que já pertenciam ao PMDB, no governo que está terminando.
O blocão, montado por Henrique, desorientou o PT. O deputado Vaccareza, adversário de Henrique, na sucessão da Câmara, teve que sair ligeiro, correndo atrás do prejuízo. O blocão tem 202 deputados, sem contar, claro, com os representantes do PSDB e do DEM, que preferem o PMDB, de Michel Temer, eleito vice-presidente da República, ao PT, de Dilma Roussef, eleita sucessora de Lula. E por último, era só o que faltava: o PMDB ter que pedir licença ao PT para articular a candidatura do seu líder, Henrique Eduardo Alves, para presidente da Câmara.
Do blog de Alexandre Cavalcanti

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...