sábado, 20 de novembro de 2010

FPM de dezembro não vai garantir que municípios fechem o ano no "azul", diz Benes Leocádio

compartilhar
Mesmo com a previsão de aumento de 18% na parcela de dezembro do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) em relação ao mês de novembro, e com o repasse único de 1% do Fundo, retido ao longo do ano e repassado pelo Tesouro Nacional para auxiliar a cobrir os custos com 13º salário, os municípios do Rio Grande do Norte devem mesmo fechar as contas no vermelho.
A informação de que os repasses, que totalizam R$ 183 milhões, não seriam suficientes para equilibrar a conta das prefeituras do Estado foi repassada na manhã desta terça-feira (16) pelo o presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), Benes Leocádio.
De acordo com ele, a previsão de crescimento de 18% não pode ser comemorada com veemência pelos administradores municipais. Isso porque, segundo ele, nos últimos três meses, o Tesouro Nacional tem se equivocado quanto às projeções de crescimento de repasses do FPM de um mês para o outro. “Em novembro, eles previram um crescimento de 25% e, no final das contas, o ganho confirmado foi de apenas 9% em relação a outubro”, disse.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...